DRTV - RADIO E TV ONLINE AO VIVO

DRTV - RADIO ONLINE AO VIVO - Apresentação: Dj Dirceu e Rosangela Matos
Um oferecimento de Revista Champagne News
Watch live streaming video from revistachampagnenews at livestream.com

Isto faz parte da nossa história

Isto faz parte da nossa história
Lembro-me ainda criança pegando baldes de água para levar para casa junto com meus vizinhos, naquela época, não havia saneamento, não havia água encanada, as ruas eram sem asfalto e não havia iluminação nas ruas, que tal eternizar nossa história? Poder Público, veja a oportunidade de eternizar nossa História, que tal um chafariz, uma praça algo que homenageie os moradores deste bairro? Nossa comunidade merece !

sábado, 30 de junho de 2012

Moradora do Morro Grande dá exemplo de Reciclagem

Percorrendo as ruas para ver o serviço da subprefeitura no nosso bairro, na Operação Cata Bagulho da Subprefeitura Freguesia do Ó/Brasilândia, descobrimos talentos, entre eles o da Dna. Ivonete Oliveira, que diz, não aguentar ver lixo na calçada, sempre que sai no portão e vê lixo pela rua, ela mesma toma a iniciativa de pegar sua vassoura e recolher o lixo, seja ele reciclável ou úmido.
"Não suporto ver lixo jogado no chão, principalmente na minha rua, se cada um fizer a sua parte, fica mais fácil. Você pode passar a qualquer hora aqui, sempre vai ver as calçadas limpas. Quem tem que cuidar do nosso bairro é a gente".
Dna. Ivonete também frequenta aulas de bicicleta de bambu no Céu Paulistano e lamenta não termos no bairro um lugar para este tipo de trabalho manual, segundo ela, é necessário uma escola ou um galpão para os trabalhos.
Bicicleta de Bambu
Sobre Bicicleta de BambuO designer Daniel Rejto-Blaustein montou uma equipe e juntos começaram a construir Bicicleta de Bambu. Uma ideia criativa e sustentável para pessoas que procuram um meio de transporte alternativo. Essas bicicletas de bambu estão sendo feitas na Filipinas mas existem outros países que pessoas já tiveram a mesma idéia. Texto de recicladecora

Esta aí uma das muitas pessoas em nossa comunidade que merece destaque, não só por cuidar da sua rua, mas também, por se dedicar à reciclagem, cuidando do nosso meio ambiente,
Quem sabe em breve, tenhamos no Morro Grande, uma Oficina de Bicicleta de Bambu, assim a dona Ivonete não precisará ir tão longe para fazer seus trabalhos manuais e muitas outras pessoas também participarão desta linda iniciativa.


Você tem alguma sugestão de matéria, denúncias ou informes de utilidade pública ? Mande um e-mail para e-mail: comunidadedomorrogrande@hotmail.com

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Gabriela Aiolfi, Daniel Hipólito e Isabela Aiolfi - Feliz Aniversário!

Gabriela Alfioli, Daniel Hipólito e Isabela Alfioli (atrás)
Hoje é dia de Festa, encontramos na Brasilândia, três adolescentes festejando seus aniversários e é para nós, uma grande alegria, poder homenageá-Los, com muito carinho, desejando-Os,  muita Saúde e Sabedoria para discernir o certo do errado, o que é bom do que é ruim e que, Deus reserve à cada um Deles, um Futuro Abençoado, cheio de muitas Alegrias e Realizações. 

Que esta data se repita por muitos e muitos anos.

Redação do "morrograndesp"



Você tem algo para compartilhar com a nossa comunidade ? Envie um e-mail para comunidadedomorrograde@hotmail.com

Operação Cata Bagulho no Morro Grande - Sábado 30/06



Equipes passarão pela Vila Morro Grande
           
      No próximo sábado dia 30 de Junho, a Subprefeitura Freguesia/Brasilândia realiza a 22ª Operação Cata-bagulho do ano. A região atendida será a Vila Morro Grande.
     
      A jurisdição da Subprefeitura Freguesia/ Brasilândia foi dividida em 43 setores, onde a Operação irá agir durante todo o ano. Para o recolhimento dos objetos pela Subprefeitura, os moradores devem colocar nas calçadas, a partir das 7h00, móveis velhos, colchões, pneus, garrafas de vidro e pets, restos de madeiras e eletrodomésticos sem utilidade.
   
      O objetivo do Cata-bagulho é recolher e encaminhar materiais em desuso, evitando que sejam jogados em córregos ou pontos viciados de entulho.
      Fique atento à data em que o Cata-bagulho passará por seu bairro. Veja a relação com as datas no site da subprefeitura Freguesia/Brasilândia.
http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/subprefeituras/freguesia_brasilandia/
           
Ecoponto
                       
   Você também pode fazer a entrega voluntária de seu entulho, volumosos e recicláveis no Ecoponto mais próximo de sua casa – informe-se pelo telefone 0800-7777156. O Ecoponto Bandeirantes fica à Rua Itaiquara, 237, na Freguesia do Ó. O horário de funcionamento é das 6h00 às 22h00 de segunda a sexta e das 6h00 as 18h00 aos domingos e feriados.

   Não deposite entulho fora da data programada, além de deixar as ruas feias e sujas, este material pode causar enchentes e trazer transtornos para toda população. O descarte irregular de entulho também é crime, o infrator pode pagar multa de até R$ 13 mil. Aproveitamos para lembrar que a Prefeitura disponibiliza três canais de atendimento onde o cidadão pode registrar suas reclamações, sendo eles: o telefone 156, o site http://sac.prefeitura.sp.gov.br ou as Praças de Atendimento das 31 Subprefeituras espalhadas pela cidade.


Serviço:
22ª Operação Cata-bagulho
Data: 30 de Junho
Horário: Das 8h00 às 14h00
Locais: Vila Morro Grande
Bairro: Freguesia do Ó

Tem alguma informação útil para nossa comunidade? 
envie para o e-mail: comunidadedomorrogrande@hotmail.com

terça-feira, 26 de junho de 2012

Mexirica Dekopon no Sacolão da Estr. do Sabão

O dekopon (Reticulata dekopon) é um fruto híbrido do cruzamento de tangerina Ponkan com targor Kiyomi. Pertence à família das rutáceas e pode ser chamada de dekopon, tangerina dekopon e tangor dekopan. 

É uma variedade de tangerina que tem origem japonesa e foi criada em 1972 em Nagasaki. Não possui sementes, é exótica e suculenta, possui polpa bem doce e cor alaranjada. Sua casca é levemente enrugada. Tem uma grande protuberância na parte que fica aderida à planta e um tamanho grande que, na média, pesa aproximadamente 400 gramas, podendo um de seus maiores frutos atingir mais de um quilo. Possui vitaminas B e C e também potássio. 

No Brasil, o cultivo de dekopon ainda é recente, sendo Pilar do Sul um dos maiores produtores de dekopon no estado de São Paulo. Chegou ao Brasil na década de 80, trazido por um produtor do sul de Minas Gerais. Foram utilizadas diferentes técnicas até que se conseguisse adquirir um fruto com características ideais. No cultivo há também a utilização de poda para formação rápida da copa e obtenção de maiores frutos. 

A colheita ocorre entre os meses de abril e agosto, tendo safras temporãs de setembro a dezembro. As condições necessárias para o plantio envolvem clima ameno, solo bem drenado, fértil, solo profundo e boa disponibilidade de água durante o ano. Os frutos são consumidos in natura, em forma de doces, sucos e geleias.


por Giorgia Lay-Ang
fonte brasilescola


O Sacolão da Estrada do Sabão sempre oferece à comunidade produtos diferenciados  frescos em ambiente agradável, higiênico e com bons preços.
A novidade do momento e a Mexirica Dekopon, muito saborosa, doce e sem caroços. Vale a pena conferir !


Você tem uma sugestão de matéria, denúncia ou informes para nossa comunidade? então mande um e-mail para: comunidadedomorrogrande@hotmail.com

Eletropaulo troca iluminação das vias públicas do Morro Grande - Freguesia do Ó - São Paulo

Eletropaulo troca iluminação das vias públicas do Morro Grande 
Uma notícia ha muito tempo aguardada, a troca das lâmpadas nas vias públicas do nosso bairro.

Segundo o funcionário da Eletropaulo, as lâmpadas utilizadas antes, eram de 125vm agora, estão sendo trocadas por lâmpadas de 125vs.



e-mail da redação: comunidadedomorrogrande@hotmail.com

domingo, 24 de junho de 2012

Crianças são obrigada a conviver meio à cobras, tarantulas e escorpiões no EMEF Morro Grande. Cadê a Subprefeitura Freguesia do Ó/Brasilândia ?

Não é de hoje que os vizinhos reclamam do mal estado de conservação do terreno esquina das ruas Xavier da Silva Ferrão com rua Alamoique no Morro Grande - Freguesia do Ó em São Paulo.
clique na imagem

Mato crescendo à perder de vista e como se não bastasse os ratos e os despejo de entulhos, os moradores precisam sobreviver aos ataques de cobras, escorpiões e tarântula, isto mesmo, os moradores sempre se deparam com estas "surpresinhas" dentro de casa.  
Ao lado do terreno particular, há uma Escola, a EMEF Morro Grande, onde foi encontrada uma cobra e morta pelos próprios alunos.
clique na imagem

clique na foto para ver o tamanho original
Lixão no entorno do colégio deixa os moradores preocupados com a insetos que invadem suas casas, muitos deles já encontraram além de ratos, escorpiões e tarântulas dentro de suas casas, reclamam, pedem ajuda à subprefeitura Freguesia do Ó/Brasilândia, mas nada é feito
Cobra encontrada no EMEF Morro Grande -
Francisco Machado, Fábio Luís e Rodrigo Cezar  moradores do bairro, dizem-se indignados com o descaso da Subprefeitura Freguesia do Ó/Brasilândia que nada fazem, mesmo já tendo até espécimes dos bichos  recolhidos por eles mesmos, (tarântulas e escorpiões) e entregue à eles  e nada foi feito até hoje.
Fica aqui nosso apelo aos responsáveis pela Vigilância Sanitária, Zoonoses e Subprefeitura Freguesia do Ó/Brasilândia, que é quem "atende" ao bairro.

Redação da Comunidade do Morro Grande
comunidadedomorrogrande@hotmail.com

Nico, celebridade do Morro Grande - Freguesia do Ó


Um macaquinho apareceu na comunidade do Morro Grande há mais de 5 anos, querido por todos, ele atende por nome de Nico.
Residente da comunidade e muito interativo, Nico escolheu a casa da dona Dalva para se hospedar, sai durante o dia, é livre, e todas as noites volta para se refugiar e dormir em cima do guarda-roupa.


Redação: Dona Dalva, como o Nico apareceu?
Dona Dalva: Ah, ele apareceu aqui um certo dia, e foi ficando, a gente deixa ele livre, ele já é membro da nossa comunidade, todos aqui gostam dele. Ele vive assim, nas árvores, aqui tem muitas árvores e ele adora, fica pulando de galho em galho, adora frutas, não faz mal à ninguém e ninguém faz mal à ele.


Nota 
Que bom ver Natureza e Ser Humano, compartilhando o mesmo espaço com amor e respeito, isto é o que todos gostariam de ver no dia à dia, e vimos aqui, na Comunidade do Morro Grande! 
Esperamos que assim seja todos os dias de nossas vidas e ao invés de reclamarem disto, vejam a quantidade de ratos e insetos peçonhentos que aflige nossa comunidade, transmitindo doenças e pondo em risco à vida de nossa gente!


Parabéns à Comunidade do Morro Grande que todos os dias nos ensina, o que é Amar.

Passeio de charrete no Morro Grande SP

E não se assuste se, transitando pelas ruas do Morro Grande, você se deparar com charretes disputando espaço com os carros.
Esta comunidade afastada do centro, tem o privilégio de, além de  morar em um bairro tranquilo, ser rodeada de montanhas, muita natureza e menos stress, no dia à dia.


Isto é Morro Grande:

Rua Xavier da Silva Ferrão - Morro Grande- Freguesia do Ó - SP

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Receita de sabão a partir de óelo de cozinha - O meio ambiente agradece!





Material
5 litros de óleo de cozinha usado
2 litros de água
200 mililitros de amaciante
1 quilo de soda cáustica em escama
Preparo
Coloque a soda em escamas no fundo de um balde cuidadosamente
Coloque, com cuidado, a água fervendo
Mexa até diluir todas as escamas da soda
Adicione o óleo e mexa
Adicione o amaciante e mexa novamente
Jogue a mistura numa fôrma e espere secar
Corte o sabão em barras. 

ATENÇÃO: A soda cáustica pode causar queimaduras na pele. O ideal é usar luvas e utensílios de madeira ou plástico para preparar a mistura.

È hora de nos conscientizarmos da necessidade de algumas mudanças no nosso dia a dia, vamos colaborar e ainda economizar um pouquinho... Nosso meio ambiente agradece!

A Redação

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Bica d"água que abasteceu o bairro do Morro Grande na época de 1960 ainda esta ativa em 2012. Monumento ou Descaso?

Quantas vezes não caímos nesta rua, que ainda de barro, sem asfalto, ficava "feito sabão", para pegarmos água nessa biquinha? 
A água vem lá de cima da montanha e era nosso único acesso à água no bairro, em meados de 1970, para quem não tinha poço artesiano em casa, ou pegava no vizinho ou vinha até a biquinha, para encher os baldes e atender as necessidades da casa.
Me lembro como se fosse ontem, de chinelinho no pé com minha mãe, descendo essa rua,  me segurando na saia dela, para não cair em dias de chuva e como queria ajudar, trazia um pote de plástico que eu aguentasse carregar.

 Hoje os moradores do terreno ao lado fizeram um encanamento porque a água jorrando dia e noite, molhava todo o quintal da casa, por este motivo agora a ligação é direta para a rua. Água límpida e cristalina de outrora, talvez hoje esteja contaminada, não sabemos o certo, porém, de qualquer forma, ela faz parte da nossa história, nos remete à lembranças de um passado, lembranças de um povo bandeirante que acreditou no bairro, que construiu suas casas e criou seus filhos com tanta dificuldade e venceu!
Gostaríamos que o poder público olhasse com olhos carinhosos à esta parte do nosso bairro, que visse não com olhos de quem vê aqui um defeito e sim, olhos de quem vê aqui uma Oportunidade de Homenagear tantas Famílias, que acreditaram e se firmaram aqui, povo forte, trabalhador, povo que como esta água que jorra ha anos, também jorra no bairro toda esperança de dias melhores !

Por favor, façam deste lugar, um Símbolo de Nossa Gente, Símbolo da Nossa Luta, é Patrimônio Histórico da Nossa Comunidade à que temos direito!

Rosângela Matos

Se você também tem uma história, divida conosco, fotos também são bem vindas, faça seu comentário abaixo:

rua Salvador José Maciel - Morro Grande

A Rua Salvador José Maciel foi nome dado em homenagem ao Marechal de campo Salvador José Maciel, Ministro da Guerra do Brasil no período regencial, ele serviu no Ministério do Exército do Brasil em 1830.
Os moradores mais antigos se recordam ainda de o quão movimentada era esta rua aos domingos, em meados de 1980, quando alí em baixo no campinho, se reuniam muitos jogadores e esta rua ficava lotada de carros, vale lembrar ainda da rua sem asfalto, sem iluminação, sem água encanada e sem esgoto.
Alguns moradores tinham poços artesianos construídos artesanalmente no fundo de seus quintais, me recordo quando estavam abrindo o poço em casa mas antes, íamos na biquinha buscar água, todos nós fazíamos fila indiana para abastecer nossos baldes e voltar logo para casa antes do anoitecer. 
Hoje ainda temos o campinho e uma fábrica de blocos em uma parte dele.
Acredito que o nome do Marechal tenha inspirado este povo que nunca fugiu à luta, pessoas de bem que sempre tiveram que superar todas a dificuldades de um bairro da periferia para criar seus filhos e conseguir um lugar ao sol.
Tenho orgulho de morar no Morro Grande e fazer parte desta História.

Rosângela Matos

Se você também tem uma história para compartilhar, deixe seu comentário abaixo: vale fotos antigas também.

Escadão do Morro Grande viela 16 - Freguesia do Ó, São Paulo/SP

Nosso bairro é feito de morros íngremes, mas,  para facilitar o acesso, existe um escadão que é passagem opcional de centenas de moradores diariamente, ele liga a rua Editor Arnaldo M. Giácomo à rua Celestina Moreira. 
Como em todo morro, a vista é privilegiada aos moradores e aos transeuntes.





Tem alguma reclamação, duvida, elogios, deixe seu comentário abaixo:

CAIPIRINHA é BRASILEIRA



INGREDIENTES
1 limão com casca
2 colheres de sopa de açúcar
1/2 copo de vodka (smirnoff) e pinga (água ardente)
Gelo a gosto

MODO DE PREPARO
Corte o limão em cruz
Coloque na coqueteleira e adicione todo o açúcar
Amasse o limão juntamente com o açúcar
Acrescente a vodka e o gelo
Agite muito bem, se possível no ritmo do samba
40 ml de de pinga
Sal se precisar

Quem resiste à uma deliciosa caipirinha junto com uma belíssima e suculenta feijoada ? Eu não!
Se você tem outras formas de deixar a nossa caipirinha ainda mais irresistível, divide com a gente, 
publique ai em baixo, obrigada e salut !

Receita de Feijoada - (4° e Sábado não pode faltar)


Ingredientes:  
1 Kg de feijão preto
100 g de carne seca
70 g de orelha de porco
70 g de rabo de porco
70 g de pé de porco
100 g de costelinha de porco
50 g de lombo de porco
100 g de paio
150 g de lingüiça portuguesa

Tempero:
2 cebolas grandes picadinhas
1 maço de cebolinha verde picadinha
3 folhas de louro
6 dentes de alho
Pimenta do reino a gosto
1 ou 2 laranjas


Isso aí, agora quando fizer essa feijoada, convida a gente para saborear também... Bom Apetite!



segunda-feira, 18 de junho de 2012

CONSEG da 45°DP também atende ao Bairro do Morro Grande, conheça e participe !


Se você tem alguma reclamação, reivindicação, elogio ou sugestão para SABESP, CET, ELETROPAULO, Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Metropolitana, Subprefeitura ou outros Órgãos, não adianta ficar falando com o vizinho, vá ser ouvido e fale diretamente com quem pode resolver seu problema.
Várias questões de falta de segurança,  iluminação, saneamento, asfalto, atendimento de saúde, reclamações diversas, são levados ao CONSEG e lá são acatados pelos seus representantes que tomam ciência do problema e levam sua reclamação ou reivindicação aos Órgãos competentes para que seja tomada as devidas providências o mais rápido possível, tudo protocolado e com prazo de resposta.
Não acredita? Sim, é verdade. Temos um lugar para sermos ouvidos, basta nos dirigirmos até lá e colocar nosso problema.
A próxima reunião do CONSEG que atendo ao nosso bairro, que é o CONSEG da 45°DP, estará se reunindo 19/06/2012 - terça-feira às 19h30min na Igreja Santo Antonio - Brasilândia (entrada lateral).
Participação Aberta à todos. Representantes do Poder Público,  Autoridades, Empresários e Moradores em Geral
Conheça um pouco  mais sobre O que é CONSEG:
Os CONSEGs foram criados através do Decreto Estadual n.º 23.455, de 10 de maio de 1985, e regulamentado pela Resolução SSP-37, de 10 de maio de 1985, sendo a função de Coordenador Estadual dos CONSEGs, criada pelo Decreto Estadual n.º 25.366, de 11 de junho de 1986.
Cada CONSEG exige, para sua homologação pelo Secretário da Segurança Pública, a participação de dois membros natos, quais sejam o Delegado de Polícia Titular e o Comandante da Polícia Militar no bairro ou município onde funciona o Conselho. Além deles, participam também representantes dos poderes públicos, das entidades associativas, dos clubes de serviço, da imprensa, de instituições religiosas ou de ensino, organizações de indústria, comércio ou prestação de serviços, bem como outros líderes comunitários que residem, trabalham ou estudam na área de circunscrição do respectivo CONSEG.
Os CONSEGs foram implantados atualmente em 522 municípios (municípios populosos admitem mais de um Conselho). São 84 CONSEGs na Capital, 40 na Região Metropolitana e 660 no Interior e Litoral, totalizando 784 Conselhos. Diariamente, novos CONSEGs têm sido homologados pela Secretaria de Segurança Pública. Líderes comunitários interessados em participar do CONSEG deverão procurar o Conselho de seu bairro ou município.
Cada CONSEG tem autonomia para captar os recursos necessários ao desempenho de suas tarefas, observada a legislação em vigor. Basicamente, o Conselho necessita de material impresso, recursos reprográficos, selos e transporte.
A participação comunitária é essencial na captação e operação de recursos. CONSEGs melhor estruturados têm alcançado êxito na captação de recursos suficientes até mesmo para arcarem com custos de construção e reforma de imóveis, destinados ao uso policial, recuperação e manutenção de frota policial e dotação de recursos materiais (informática, telecomunicações etc) das unidades de Polícia da correspondente área de atuação.
Esses recursos são próprias de cada Conselho, captados junto à comunidade. Doações podem ser realizadas por qualquer pessoa e processadas diretamente à Polícia, por intermédio do CONSEG.
fonte CONSEG

Castração Gratuita de Animais no EMEF Morro Grande - Profª. Caíra Alayde Alvarenga Medea

Dias 11 e 12 de Fevereiro de 2012 a ONG REINO DAS PATAS realizou um Mutirão de Castracão em Cães e Gatos, em parceria com a Prefeitura, no Bairro do Morro Grande na EMEF PROFESSORA CAIRA ALAYDE ALVARENGA MEDEA durante todo o dia.
Centenas de moradores do bairro levaram seus bichinhos de estimacão, que foram carinhosamente atendidos por uma equipe de mais de 10 médicos cirurgiões e voluntários na equipe de enfermagem e outros integrantes da ONG.
foto Rosangela Matos - Jornalcidadeemfocoaz.blogspot.com
Doutores atendendo os animais assim que saiam da cirurgia, atencao, carinho e simpatia foi o que nao faltou a equipe.
foto Rosângela Matos/Jornalcidadeemfocoaz.blogspot.com
Sr. Vicente Gallo - Presidente da ONG Reino das Patas
foto Rosângela Matos/Jornalcidadeemfocoaz.blogspot.com
Donos de animais aguardando atendimento pela ONG.
foto Rosangela Matos /jornalcidadeemfocoaz.blogspot.com
Preparando os animaizinhos para a cirurgia
foto Rosangela Matos - jornalcidadeemfocoaz.blogspot.com
Animal no pós operatório voltando para o lar
foto Rosangela Matos - jornalcidadeemfocoaz.blogspot.com
Eunice Lourenzi e Marcos Roberto Corcelli 
SUVIS - Freguesia do O - Brasilandia 
Faziam o cadastro para entrega da coleira de identificacão  do animal
O SUVIS e responsavel pelo cadastramento do animal e encaminhamento para castracão  e este servico e Gratuito!
Rua Chico de Paula 238 Fone 3931-8811
foto Rosangela Matos - jornalcidadeemfocoaz.blogspot.com
CCZ - Centro de Controle de Zoonozes

foto Rosangela Matos - jornalcidadeemfocoaz.blogspot.com
Beatriz Benz (Jornalista Teen e estudante do 2Ano do Ensino Medio) e o namorado Leandro Galletta (academico de Direito) levaram July para o atendimento, Beatriz muito nervosa foi consolada por Dr. Marco Furlanetto (Medico Cirurgiao Veterinario) que explicou o passo a passo da cirurgia e que os riscos eram minimos. Mais tranquila ela posou para foto ao lado do namorado, Leandro Galletta, muito atencioso que nao saia do seu lado. 
foto Rosângela Matos/jornalcidadeemfocoaz.blogspot.com
Dr. Marco Furlanetto - Cirurgião Veterinário integrante da equipe médica 
foto Rosangela Matos - jornalcidadeemfocoaz.blogspot.com
Vera Godoy
Pedadoga e Voluntaria no Bairro de Brasilandia, Morro Grande e bairros vizinhos, se empenhou em levar animais da redondeza de forma voluntaria e gratuita, com certeza, ajudou muito a comunidade que nao tinha meios de chegar ate la com seus animais e nao podiam perder esta oportunidade. Parabens Vera!
foto Rosangela Matos/jornalcidadeemfocoaz.blogspot.com
Kellen Cristina de Freitas Barbosa e sua filha Nicolly Christiane Barbosa Santos, levaram 4 gatas para castração. O tempo todo a pequena ficava de olhos atentos para ver os bichinhos chegando e preocupada, observava cuidadosamente cada um deles.
foto Rosângela Matos/ jornalcidadeemfocoaz.blogspot.com
Animaizinhos no pós cirúrgico descansam e voltam da anestesia para serem devolvidos aos seus donos.

foto Rosangela Matos /jornalcidadeemfocoaz.blogspot.com
Equipe médica, voluntários e integrantes da Ong Reino das Patas

Agradecimentos 

ONG REINO DAS PATAS
SR. VICENTE GALLO - Presidente
Realização: Prefeitura Sao Paulo
ONG: Reino das Patas
Veterinário Responsável: Dr. Gustavo Adolfo Sato

Equipe Medica
Dr. Gustavo Adolfo Sato
Dr. Viviane Benvenga Gallo
Dr. Ricardo Siqueira
Dr. Marco Antonio
Dr. Mariana Paula Martinho
Dr. Douglas Segallo Caragelasco
Dr. Alexandre Innocencio Santos
Dr. Rodrigo Rossi
Dr. Priscila Zanotti
Dr. Natalia Valente
Dr. Patricia Souza Lima
Flavia Siebra - Aux. de Veterinaria
Cristiane Siebra - Aux. de Veterinaria
Ariane Filino - Aux. de Veterinaria
Carla - Aux. de Veterinaria
Elizabeth Lira - Aux. de Veterinaria
Eunice Lourenzi - SUVIS Freg.O - Brasilandia
Marcos Roberto Corcelli - SUVIS Freg.O - Brasilandia
CCZ - Centro de Controle de Zoonozes
SHA - Alimento de Cozinha Industrial
Todos os Voluntarios da O.N.G. Reino das Patas
Todos os Voluntarios do EMEF PROFESSORA CAIRA ALAYDE ALVARENGA MEDEA 

Ao Diretor, SR. LUIS 


Nota da Redação:

Parabéns à todos e estamos aguardando a próxima campanha.


domingo, 17 de junho de 2012

Bairro do Morro Grande ganha espaço na Internet

Quem não conhece ainda o Bairro de Morro Grande em São Paulo, situado no subdistrito da Freguesia do Ó, precisa conhecer.
Bairro feito de pessoas guerreiras que ainda acreditam que viver bem é viver entre amigos, fazer parcerias, construindo com suas próprias mãos e suas limitações um bairro onde podemos criar nossos filhos em paz e fazer nossa história.
Empresários que insistem em investir e empreender porque, sabe que aqui há famílias e pessoas de bem, clientes em potencial, um bairro emergente.
Os moradores mais antigos, grandes bandeirantes, desbravaram com louvor, pisaram na lama, fizeram cerca de madeira e levantaram suas casas na esperança de um dia verem este bairro crescer e se desenvolver, mas o que acontece hoje? Onde foi parar nossa Igreja onde fizemos nosso catecismo? Cadê a nossa bandinha que todos os dias assistíamos antes da missa?
A Pedreira do Tomás, ainda está lá, aquela rua sem saída que eu aprendi a dirigir que viabilizava grandes encontros e lindos por do sol com uma vista privilegiada.
Hoje tudo mudou, o progresso esta chegando, há necessidade de mais investimento por parte do poder público, por favor, olhem para nós!

Aproveitando a oportunidade quero parabenizar à todos que estão acreditando, investindo e empreendendo em nosso bairro, mas, principalmente, à todos os moradores que nos enchem de orgulho em ser morrograndenses. Parabéns!

foto: panoramico

Em Destaque no JORNAL CIDADE EM FOCO AZ

Abaixo um Satélite nos mostra de onde vem nossos visitantes

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget