DRTV - RADIO E TV ONLINE AO VIVO

DRTV - RADIO ONLINE AO VIVO - Apresentação: Dj Dirceu e Rosangela Matos
Um oferecimento de Revista Champagne News
Watch live streaming video from revistachampagnenews at livestream.com

Isto faz parte da nossa história

Isto faz parte da nossa história
Lembro-me ainda criança pegando baldes de água para levar para casa junto com meus vizinhos, naquela época, não havia saneamento, não havia água encanada, as ruas eram sem asfalto e não havia iluminação nas ruas, que tal eternizar nossa história? Poder Público, veja a oportunidade de eternizar nossa História, que tal um chafariz, uma praça algo que homenageie os moradores deste bairro? Nossa comunidade merece !

domingo, 17 de junho de 2012

Bairro do Morro Grande ganha espaço na Internet

Quem não conhece ainda o Bairro de Morro Grande em São Paulo, situado no subdistrito da Freguesia do Ó, precisa conhecer.
Bairro feito de pessoas guerreiras que ainda acreditam que viver bem é viver entre amigos, fazer parcerias, construindo com suas próprias mãos e suas limitações um bairro onde podemos criar nossos filhos em paz e fazer nossa história.
Empresários que insistem em investir e empreender porque, sabe que aqui há famílias e pessoas de bem, clientes em potencial, um bairro emergente.
Os moradores mais antigos, grandes bandeirantes, desbravaram com louvor, pisaram na lama, fizeram cerca de madeira e levantaram suas casas na esperança de um dia verem este bairro crescer e se desenvolver, mas o que acontece hoje? Onde foi parar nossa Igreja onde fizemos nosso catecismo? Cadê a nossa bandinha que todos os dias assistíamos antes da missa?
A Pedreira do Tomás, ainda está lá, aquela rua sem saída que eu aprendi a dirigir que viabilizava grandes encontros e lindos por do sol com uma vista privilegiada.
Hoje tudo mudou, o progresso esta chegando, há necessidade de mais investimento por parte do poder público, por favor, olhem para nós!

Aproveitando a oportunidade quero parabenizar à todos que estão acreditando, investindo e empreendendo em nosso bairro, mas, principalmente, à todos os moradores que nos enchem de orgulho em ser morrograndenses. Parabéns!

foto: panoramico

13 comentários:

  1. eu morei nessa região nos anos 70 frequentei
    o Cinema e igreja, a maioria das ruas eram por Nº
    de vez en quando aparecia o Circo na esquina da
    padaria! bons tempos !! sinto muita saudades !
    estudei no Clodomiro Carneiro.

    ResponderExcluir
  2. lembro muito bm desta epoca, vinha varios circo, como chico biruta, irmaos marcone que fazia globo da morte, e circo cleiton., nesta epoca tm vinha os parquinho com suas rodas gigantes e eo denque., da saudade bons tempos aqueles., tbem saudoso sr, ari que morava do lada no bazar.,jah faz muito tempo em.,

    ResponderExcluir
  3. No circo do Chico Biruta fui varias vezes.Morei no bairro entre 1978 e1983.Boas recordaçoes de minha infancia.

    ResponderExcluir
  4. Um verdadeiro recanto de bandidos,pilantras, vigaristas e agentes do poder paralelo onde a subcultura da delinquência impera, a arrogância do Coronelismo Suburbano Marginal de vermes que se auto intitulam donos desse nojento lugar .Onde as pessoas que querem somente se valer do direito de ignora-los são covardemente atacados por esses bandidos. Esse lugar ser bandido é sinônimo de status , um lugar pra ser lembrado com horror ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por essa razão deve-se pensar na Esterilização Compulsória destinada a pessoas de baixa renda para que não se cometa mais monstruosidades de colocar pessoas ao mundo e essas mesmas terem uma infância amaldiçoada em lugares como esse !!!

      Excluir
    2. Esses que procuram a todo custo depor o governo, são canalhas integrantes de uma Classe Média bandida e porca na qual a base de sua prosperidade é em detrimento de uma Classe social que não dispõem de recursos para desenvolver o senso crítico e somente serem condicionados a serem produtos do meio para assim de forma submissa e condescendente oferecer tributos dos tipo :
      "Deus lhe pague patrão, pela migalha que me ofereceste, pelo pão e circo pra eu me distrair , e vou continuar sendo sua doméstica, seu porteiro, seu lavador de carro pela sua benevolência em me dar um emprego e ainda me pagar no dia combinado deus lhe pague sinhô" (SIC).

      Excluir
  5. Rapaz acho que vc deve meçar suas palavra paça,pq em nosso bairro ser "bandido" n é sinonimo de status.Estamos melhorando cada vez mais,infelizmente tem o Mangue,que acaba com a imagem aqui du bairu...mas é conviver,aprender e crescer!

    ResponderExcluir
  6. A esterilização compulsória é algo muito bem vindo pois sem dúvida livraria vidas de serem amaldiçoadas com um infância na qual estará cercado de futuros "Vidas Loka " (SIC), futuros "Zés do Bairro", produtos do meio da sub cultura do nojento " Tamu juntu Misturado "(SIC) e até mesmo ao lado de futuros reprodutores em série de manos . Isso sem pensar que a pessoa não pode nem se dar ao luxo de não se misturar .
    Mas chegar a pensar numa hipótese dessas da esterilização compulsória é a maior das utopias pois além dos representantes do nojento cristianismo que se beneficia da ignorância e até mesmo das subculturas marginais pois futuramente os que vierem sobreviver podem ser suas ovelhas adestradas a um novo sistema.
    Sem contar que é economicamente viável a empreendedores canalhas mãos de obra barata e obediente .
    " Deus lhe pague sinhô pelo siviçu rezistrado " (sic), pelo futebol e as novelas para eu me imbecilizar .

    ResponderExcluir
  7. A esterilização compulsória é algo muito bem vindo pois sem dúvida livraria vidas de serem amaldiçoadas com um infância na qual estará cercado de futuros "Vidas Loka " (SIC), futuros "Zés do Bairro", produtos do meio da sub cultura do nojento " Tamu juntu Misturado "(SIC) e até mesmo ao lado de futuros reprodutores em série de manos . Isso sem pensar que a pessoa não pode nem se dar ao luxo de não se misturar .
    Mas chegar a pensar numa hipótese dessas da esterilização compulsória é a maior das utopias pois além dos representantes do nojento cristianismo que se beneficia da ignorância e até mesmo das subculturas marginais pois futuramente os que vierem sobreviver podem ser suas ovelhas adestradas a um novo sistema.
    Sem contar que é economicamente viável a empreendedores canalhas mãos de obra barata e obediente .
    " Deus lhe pague sinhô pelo siviçu rezistrado " (sic), pelo futebol e as novelas para eu me imbecilizar .

    ResponderExcluir
  8. Eu lembro do clube tijolinho, que ficava no final da rua L, inclusive tinha um carnaval que rolava lá nos anos 80. Alguém sabe me informar se a rua L ainda existe? Que já fazem 34 anos que vim embora para Fortaleza, vim em 1982. Eu tinha uma amiga que se chamava Susi, ela morava no fim da rua, ainda guardo algumas fotos, tinham também uns gaúchos que moravam lá em frente minha casa, era uma casa grande de sobrado, eles tinham dois filhos.

    ResponderExcluir
  9. Eu lembro do clube tijolinho, que ficava no final da rua L, inclusive tinha um carnaval que rolava lá nos anos 80. Alguém sabe me informar se a rua L ainda existe? Que já fazem 34 anos que vim embora para Fortaleza, vim em 1982. Eu tinha uma amiga que se chamava Susi, ela morava no fim da rua, ainda guardo algumas fotos, tinham também uns gaúchos que moravam lá em frente minha casa, era uma casa grande de sobrado, eles tinham dois filhos.

    ResponderExcluir

Em Destaque no JORNAL CIDADE EM FOCO AZ

Abaixo um Satélite nos mostra de onde vem nossos visitantes

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget